sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Talvez, o nosso momento de embriaguez 
faz mostrar oque, na lucidez,
realmente somos!

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

''Sei, que a cada instante que de tí

Sinto saudade, nada mais pode ser,

do que meus lábios invocando por um último beijo!''


sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Uma dose de nós dois

''Não irei negar oque sinto, pois oque sinto
me faz ser oque sou.
Não tentarei assoprar a brasa de nossos restos,
que um dia se fez chama.

Não tentarei ascender oque ainda não se apagou.
Ainda estamos aqui, no mesmo lugar, como
cães de guarda de um sentimento,
e as correntes continuam presas em nosso
pescoço, porém, enferrujada,desgastada pelo tempo,
O mesmo tempo que adiou nossos desejos,
nossa ilusão do eterno;

Que algumas doses de sangue sejam bebidas,
e que a ressaca nos faça perceber
que, quanto mais de nós provamos,
mais exageramos, na dose de nós dois!''


quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Basta

Para viver, basta saber!
Para crê, basta entender!
Para ser poeta, basta sofrer!
Para amar, basta um Amor!

Para uma música, basta uma nota ♪ !
Para uma pergunta, uma resposta!
Para tí, basta entender...
...que para mim, basta Você!

Choro de Poeta

Quando um poeta chora,
sua alma entristece-se em versos...
Grita em prosa...
Suas lágrimas se transformam
em Lágrimas de poema.


Dor Literária!


O problema de amar e estar amando, é que
Há um limite na demonstração do afeto, ou seja;
Quando há uma percepção, entre um dos indivíduos,
de que um está ''amando mais'' que o outro,
este, convence seu ego e sua mente de que
não se precisa fazer mais nada...
O amor acaba se tornando uma competição,
um jogo de quem ama mais, e quem ama mais
é sempre o perdedor!
O amor, não pode ser isso...
Amar é, amar, apenas, sem medir nem desvalorizar,
sem mentir nem ocultar oque se sente.
Amar é..amar e ponto...DELIBERADAMENTE!

(Quézia Meira e Brenda Luara)
(...) Dá para perceber quando a alma de um homem morre.
Quando um homem olha para uma mulher,
e só vê obscenidade;ou quando olha uma árvore
e vê nela apenas dinheiro e lucro...
Quando um homem não mais enxerga a beleza natural das coisas,
pode-se dizer, que este, já está morto!